Convenção das Bruxas (1990)

Olá, Freaks!

Chegou aos cinemas o remake de Convenção das Bruxas! E como nessas duas semanas trouxemos um especial sobre elas, não poderíamos deixar de falar sobre um dos filmes infantis mais assombrosos da década de 90! 

O longa foi dirigido por Nicolas Roeg e baseado no livro de Roald Dahl (clique aqui para saber mais), onde conta a história de um menino que cruza o caminho de uma legião de bruxas horripilantes. Além de contar com a presença de Anjelica Huston, nossa icônica Mortícia Addams, em seu elenco. 

Logo no início temos uma das cenas mais apavorantes do filme com Helga (Mai Zetterling) narrando ao seu neto Luke (Jasen Fisher) a história sobre uma das bruxas de sua época, onde uma menina acaba sendo presa dentro de um quadro pintado pelo próprio pai. Não sei vocês, mas essa história e os takes dela conseguiam causar arrepios!!

A partir dai que o enredo se desenrola e entendemos o porquê desse filme ser tão memorável e assombrosamente encantador quando Luke, após perder seus pais em um trágico acidente, é levado pela sua avó ao Excesior Hotel na Inglaterra.

Ao explorar mais o Hotel na companhia de seus dois ratinhos, o menino acaba preso no auditório justamente quando está para se iniciar um encontro com supostas mulheres comuns. Enquanto bisbilhotava, acaba por descobrir que na verdade, são bruxas disfarçadas!

Luke acaba por presenciar a transformação de um menino chamado Bruno Jenkins, em rato e descobre também que as bruxas têm um plano diabólico contra todas as crianças do mundo! Porém, acaba por ser descoberto bisbilhotando, e como castigo, é transformado em rato pela rainha das bruxas (Anjelica Huston).

E mesmo nessa condição, o menino decide impedir o plano maléfico das bruxas com a ajuda de sua avó e seu novo amigo Bruno. Fazendo jus ao famoso ditado: o feitiço vira contra o feiticeiro.

O filme teve um implacável sucesso e foi muito bem aclamado pela crítica, tendo 100% no site de críticos de cinema (Rotten Tomatoes), baseado em 33 comentários de críticos. Tendo como consenso: ”Com um desempenho deliciosamente perverso de Anjelica Huston e fantoches imaginativos pela loja de criaturas de Jim Henson, o filme sombrio e espirituoso de Nicolas Roeg capta o espírito da escrita de Roald Dahl como poucas outras adaptações”.

Podemos afirmar que o filme foi um sucesso da época, tanto pelo elenco, quanto pela trilha sonora e enredo, já que atualmente ganhou até um remake que está atualmente em exibição no cinema.

Curiosidades

  •  Nicholas Roeg editou cenas que ele acreditava que seriam assustadoras demais para as crianças após ver a reação de seu filho ao corte original. Afinal, se com cortes chega ser arrepiante, o que seria dele sem cortes? 
  • A maquiagem feita para Huston como a Rainha das Bruxas levaram cerca de seis horas para serem aplicados e outras seis para serem removidos.
  • Roeg escolheu um traje sexy para a personagem de Huston usar e enfatizou que a Rainha das Bruxas deveria ter sex appeal em todos os momentos, apesar de sua aparência grotesca em certas cenas do filme.
  • A parte inicial do filme foi filmada em Bergen, na Noruega. Grande parte do filme foi filmado no Headland Hotel, situado na costa de Newquay, na Cornualha.

Fonte da capa: https://www.thatmomentin.com/the-witches/

Referência: https://cutt.ly/MjSHfxU

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *